...
 

Festival Mês da Fotografia 2021 será realizado em formato híbrido

Com o tema “Fotografia e a Semana de Arte Moderna”, o evento terá programação presencial e virtual


Foto: Henrique Ferreira - Selecionado na Categoria Ensaio da Exposição Coletiva de Fotografias do Centro-Oeste 2021.
Foto: Henrique Ferreira - Selecionado na Categoria Ensaio da Exposição Coletiva de Fotografias do Centro-Oeste 2021.

Após uma versão totalmente virtual em 2020, a 9ª edição do Festival Mês da Fotografia 2021 volta com uma programação completa que, por conta da pandemia, e respeitando todas as recomendações contra a Covid-19, acontecerá com eventos presenciais e online. O tema “Fotografia e a Semana de Arte Moderna” é um convite à reflexão sobre os rumos que o movimento modernista imprimiu à produção artística brasileira, em especial à fotografia dos séculos XX e XXI.


Na programação nove exposições, visitas guiadas, debates e rodas de conversa, encontro com curadores e a VII Exposição Coletiva de Fotografias do Centro-Oeste, principal mostra do Festival, com imagens de fotógrafos profissionais e amadores do Centro-Oeste brasileiro e que, esse ano, acontecerá em dois locais diferentes: Metrô Estação Águas Claras e Espaço Cultural do DF Plaza. O evento, que já é tradição no calendário cultural da capital federal, conta com o apoio do Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal (FAC) como forma de promover a cultura da capital. Esse ano o projeto terá uma versão mais focada nas regiões de Águas Claras, Vicente Pires, Guará e Taguatinga, onde ficarão concentradas as ações presenciais.

Sempre comprometido com a difusão das artes visuais no Brasil e com o intuito de potencializar o movimento fotográfico através da conexão de pessoas, cidades e cultura, esse ano o projeto chega com duas novas categorias: Jovens Fotógrafos para quem tem entre 18 e 25 anos e Fotografia Inclusiva para pessoas com deficiências. “Eu acredito que o papel da cultura é sempre diversificar e abrir espaço para deixar fluir a criatividade que existe em cada ser humano, e com a fotografia não é diferente. Queremos, cada vez mais, ter uma participação diversificada no nosso evento, que tem como compromisso dar acesso a cultura para todos os cidadãos”, afirma o fotógrafo Eraldo Peres, idealizador e diretor executivo do projeto.

Neste ano foram selecionados 50 nomes entre fotógrafos profissionais e amadores, nas categorias ensaios, fotografia individual, jovens fotógrafos e fotografia inclusiva, de um total de 160 inscritos. O processo seletivo foi realizado através de convocatória e a escolha foi feita por uma comissão de seleção, que contou com as fotógrafas Suzana Dobal, Denise Camargo e o artista plástico Newton Scheufler.

Programação Variada

A programação dessa edição terá um formato híbrido, sendo presencial com as exposições e visitas guiadas e virtual, para os encontros e mesas de discussão, que terão entre os convidados nomes como Zuleika de Souza, Nick Elmoor, José Roberto Bassul, Carolina Soares e Rubens Fernandes, entre outros. Vale destacar o 2º Colóquio Internacional de Fotografia da Universidade de Brasília (UnB), com o tema: “A paisagem como narrativa: quando a imagem inventa o espaço” que terá como palestrantes nomes como Antônio Fatorelli (UFRJ), Froçois Soulages( Université Paris 8), Jean Arnaud(AMU), Mariana Capeletti (PUC-GO) E Patrícia França Huchet (UFMG), só para citar alguns.


E com a nova categoria Fotografia Inclusiva, um bate-papo especial será realizado com o tema “Transcendendo a Palavra: A Fotografia como Recurso de Comunicação”. Uma mesa de debates com as convidadas, Bárbara Barbosa, Eliane Milane (fotógrafa surda) e Isabela Gurgel, que ministrou a oficina para cegos na Bibliobraile, de Taguatinga, cujas fotos estarão em diferentes exposições do Festival Mês da Fotografia.

Dia Mundial da Fotografia

E para o dia 19, quando se comemora o Dia Internacional da Fotografia, o evento preparou um grande “Fotografaço Virtual”, que será realizado durante 24 horas nas redes sociais do evento. O ema das fotos será livre e estará aberto a participação do público em geral, que poderá fazer seus registros e postar suas fotos nas redes sociais com a #fotografaço2021 e as fotos farão parte de uma grande galeria virtual no site do Festival Mês da Fotografia.

Além disso, nesse mesmo dia acontecerá uma projeção na cúpula do Museu Nacional. Serão cerca de 150 fotos, expostas nas diferentes exposições do Festival, que poderão ser vistas na grande tela a céu aberto criada pelo arquiteto Oscar Niemeyer – a cúpula do Museu – das 19:30h até as 21h. “Essa foi à forma que encontramos para homenagear os fotógrafos profissionais e também os amantes da fotografia, em tempos de pandemia. Com o Fotografaço Virtual e a projeção na Cúpula do Museu, mostraremos nossa arte sem aglomeração e de forma segura”, avalia Carol Peres, que divide com Eraldo a coordenação do Mês da Fotografia.

Para conferir a programação presencial e virtual do evento basta acessar o site https://www.festivalmesdafotografia.com.br/, também acessível para plataforma mobile.

Serviço

O quê: FESTIVAL MÊS DA FOTOGRAFIA 2021

Período: de 03 a 30 de agosto de 2021

Divulgação: Tátika Comunicação- Kátia Turra (61) 992247294

318 visualizações1 comentário