Equipe do Mês da Fotografia recebe treinamento virtual em acessibilidade

A equipe que está trabalhando diretamente na produção da 9ª Edição do Festival Mês da

Fotografia recebeu, neste mês de abril, treinamento online específico sobre acessibilidade.


Print de tela. Reunião online com Bárbara Barbosa e a equipe do Festival Mês da Fotografia.
Bárbara Barbosa durante treinamento de acessibilidade com a equipe do Festival Mês da Fotografia.

Este é o terceiro ano em que a capacitação é feita para os que trabalham no evento. O treinamento foi ministrado por Barbara Barbosa, ex-gerente de diversidade cultural da Secult/DF e especialista no tema. Dentre as temáticas abordadas no universo da acessibilidade cultural, ela falou sobre atitude acessível e a diferença entre acesso, acessibilidade e inclusão em projetos culturais.


"Sabemos que nem todos os projetos e produtores têm as condições de implementar as ferramentas de acessibilidade. Por isso é importante que a gente comece a investir na acessibilidade atitudinal, que é a pré-disposição de toda a equipe em receber e acolher as pessoas com deficiência e buscar, naquele momento, a solução possível para atendê-la", disse Bárbara.

Sobre acesso, ela explica que são os caminhos que o evento oferece para que o público acesse os conteúdos com facilidade. Já a acessibilidade, são as ferramentas disponíveis no evento, que possibilitam que o público com deficiência possa participar das atividades com autonomia. E a inclusão, é quando o evento consegue integrar não somente o público, mas a pessoa com deficiência em diferentes etapas da produção. Neste sentido, o Festival Mês da Fotografia, desde a sua primeira edição em 2010, integra em sua equipe fotógrafos e monitores deficientes.


Ferramentas de acessibilidade no Mês da Fotografia

Na edição deste ano o Festival irá contar com vídeos legendados, tradução em libras para

algumas atividades e uma versão do site do evento com conteúdos acessíveis - www.festivalmesdafotografia.com.br/2021acessivel. Além disso, está prevista na programação deste ano, uma oficina de fotografia online voltada para o público com deficiência auditiva e baixa visão, que será realizada em parceria com a fotógrafa Isabella Gurgel, especialista na formação de fotógrafos surdos.


Uma das metas do Festival neste ano, que foi contemplado pelo Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal (FAC DF) da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do DF, é aumentar em 10% a participação de pessoas com deficiência em todas as atividades do projeto.


“Parte dos recursos e das as atividades que estamos desenvolvendo é pensando neste público. E quando você tem um treinamento da sua equipe, isso acaba refletindo em toda a produção, transformando o Festival em um espaço de acolhimento, inclusão e solidariedade”, afirma Carol Peres, produtora executiva do Mês da Fotografia.

Outra novidade desta edição é a categoria Fotografia inclusiva da Exposição Coletiva de Fotografias do Centro-Oeste, voltada para o público com deficiência autodeclarada. A convocatória para esta exposição está com inscrições abertas até o dia 10 de maio de 2021.



Serviço

Convocatória da VII Exposição Coletiva de Fotografias do Centro-Oeste

Período de inscrições: 05/04 a 10/05/2021

O regulamento está disponível em PDF, áudio e vídeo no site www.festivalmesdafotografia.com.br/2021acessivel.


Dúvidas ou informações através do email expomes@gmail.com ou no grupo de whatsapp no link https://chat.whatsapp.com/FCtKcQJ97fVA6Tw4LNQ6OI

54 visualizações0 comentário